Energia solar a África

Um grupo de 20 consórcios alemães, entre os quais se encontram a Siemens, a eléctrica RWE e o Deutsche Bank, estão a estudar a viabilidade de um projecto gigante no deserto do Saara para produzir energia solar térmica com destino ao Norte e Centro da Europa.

O projecto, apoiado pelo governo alemão, envolve negociações com vários países do Norte de Africa e está aberto a outros sócios europeus, sobretudo espanhóis e italianos, noticia o Expansión.

A construção do projecto implica um investimento de 400 mil milhões de euros em dez anos. Do total do montante, 350 mil milhões destinam-se à implementação de centrais térmicas solares que podem ocupar um espaço de 3.600 quilómetros quadrados. O restante valor será canalizado para criar redes para transportar energia para o Norte da Europa.

A meta é colocar esta unidade gigante a produzir 15% de toda a energia anual consumida na Europa.

Comments

Deixar comentário