Parque temático Energias Renováveis

Paineis solares, moinhos de vento, aerogeradores, são alguns dos equipamentos que podem ser encontrados no primeiro parque temático do país vocacionado para as energias renováveis que abre hoje em Loures.

O parque temático de energias renováveis de Loures situa-se no Parque Urbano de Santa Iria da Azóia, criado em 2000 num espaço que serviu de aterro à Valorsul entre os anos de 1988 e 1996, e que viria a ser recuperado e reconvertido nos anos seguintes.

Neste espaço encontrava-se já, desde 2006, uma horta solar, um projecto impulsionado pelo Gabinete Técnico Florestal da Câmara Municipal de Loures, que em Junho do ano passado recebeu uma menção honrosa da Direcção-Geral das Autarquias Locais pelas boas práticas na área do ambiente, tendo-lhe sido atribuído, o terceiro lugar do concurso de projectos inovadores na área da Sustentabilidade Local.

“Sempre foi nossa intenção depois deste projecto da horta solar alargar a área de sensibilização ambiental, essencialmente direccionado para as crianças que têm oportunidade de contactar com as diferentes formas de utilização das energias renováveis”, explicou à Lusa o vereador do Ambiente, João Galhardas.

O parque temático é constituído por um pólo de demonstração de equipamentos, espalhados por 24 hectares, como moinhos de vento, aerogeradores, e painéis solares que se encontram em funcionamento e mostram aos visitantes todo o processo de recolha e transmissão de energia.

“Um dos exemplos do aproveitamento energético que se faz, é a água quente das casas de banho que é aquecida pela energia transmitida por um painel solar”, exemplificou.

O parque temático de energias renováveis de Loures resulta de um investimento de cerca de 1,5 milhões de euros, repartidos entre a autarquia e várias empresas que patrocinaram a sua construção.

EDP Renováveis aumenta produção de energia

A EDP Renováveis revelou dados previsionais onde mostra que no primeiro semestre aumentou em 33% a produção de energia, sendo os EUA o mercado que maior contributo deu para este crescimento.

De acordo com o documento enviado à CMVM, a empresa liderada por Ana Maria Fernandes afirma que “com o crescimento de capacidade, a produção eólica aumentou 33% face ao primeiro semestre de 2008, com os EUA a apresentarem o maior contributo para este aumento”.

“O factor de capacidade no primeiro semestre deste ano decresceu na Europa para 25% e nos EUA para 36% devido ao menor recurso eólico que se fez sentir, à diferente dispersão geográfica nos EUA e a menores níveis de disponibilidade”, sublinha a EDP Renováveis.

Revela que nos últimos 12 meses, “aumentou a sua capacidade instalada em 1.455 MW, o que representa um acréscimo de 38%. No primeiro semestre, foram instalados 249 MW, dos quais 200 MW nos EUA, 35 MW na Europa e 14 MW no Brasil”.

A capacidade adicionada nos primeiros seis meses deste ano “supera em 21% a capacidade instalada no período homólogo e corresponde a cerca de 20% do objectivo definido para as capacidades a instalar em 2009”, destaca a participada da EDP.

No final do primeiro semestre a EDP Renováveis tinha em construção 1,3 GW, dos quais 760 MW na Europa e 501 MW nos EUA, país onde “durante o segundo trimestre iniciou a construção em três parques eólicos”.

Paineis Solares Térmicos

Os painéis solares térmicos transformam a radiação solar directamente em energia térmica para o aquecimento de águas ou outros fins. Um sistema solar térmico pode reduzir até um terço a factura energética de cada habitação. Estes equipamentos captam a radiação solar através de colectores, que a transformam em calor e a transmitem à água que utilizamos nas nossas casas, nomeadamente para tomar banho e cozinhar.

Como Portugal é um país de elevado potencial solar e que se encontra subaproveitado, o Governo criou um programa de incentivo à utilização de energias renováveis, criando uma solução chave-na-mão que lhe vai permitir poupar mais de 20% do valor da factura de gás da sua casa.

Agora pode beneficiar deste programa de incentivo à utilização de energias renováveis, com condições especiais e garantia de poupança. Este programa tem ainda as seguintes vantagens:

mapa_rad Portugal é um dos países da Europa com maior disponibilidade de radiação solar. Uma forma de dar ideia desse facto é em termos do número médio anual de horas de Sol, que varia entre 2.200 e 3.000 para Portugal e, por exemplo, para Alemanha varia entre 1.200 e 1.700 h.

Contudo, este tipo de recurso tem sido mal aproveitado para usos tipicamente energéticos. Basta verificar alguns dos números relativos à difusão dos colectores solares térmicos na Europa, não só na Orla Mediterrânea como em países como a Alemanha é a Áustria, para compreender que algo deveria ser feito em Portugal para a promoção da energia solar. A medida Solar Térmico 2009 pretende contrariar estar tendência.

← Página anterior